Desemprego e Política Monetária

Realizei a leitura do livro "Desemprego e Política Monetária" que foi escrito por Hayek, neste livro, o autor argumenta que os desarranjos e ciclos econômicos de expansão e contração são causados pela forma como o governo conduz a política monetária, e mais precisamente, nos objetivos das políticas, segundo ele, a busca pelo objetivo de pleno emprego enquanto o governo emite moeda (inflação) conduz a sociedade a um desemprego menor, porém os empregos criados dependem de uma crescente inflação, e, tão logo a mesma cesse ou se desacelere, esses empregos criados com a inflação serão extintos, e a economia tenderá a uma correção do desarranjo criado pelo governo (ou seja, uma recessão), e devido a isso, haverá no longo prazo um desemprego ainda maior que o inicial.

O Autor N. Gregory Mankiw também cita em seu livro "Introdução à Economia" o tradeoff entre desemprego e inflação, onde a consequência inevitável do aumento da quantidade de moeda na economia é o aumento no nível de preços no longo prazo, porém até que isso ocorra, haverá uma redução no nível de desemprego.

Capa de Livro - Ilustração


De a César o que é de César: a passagem mais incompreendida do novo testamento

Este ensaio examina quatro dimensões do Episódio do Tributo: o cenário histórico do Episódio; a estrutura retórica do próprio Episódio; o contexto da cena dentro dos Evangelhos; e, finalmente, como a Igreja Católica, por Si, entendeu o Episódio do Tributo. Estas dimensões apontam a uma conclusão: o Episódio do Tributo não defende a posição de que é moralmente obrigatório pagar impostos.

Baixei este artigo via Discord no servidor Cultura Libertária

https://drive.google.com/open?id=1RL5g9S3RtZRhIkJNRxDhm8Xk_aCuFVDG

O ciclo do café poderia ser explicado pela teoria austríaca dos ciclos econômicos?


Me pergunto se toda aquela coisa que vemos nas aulas de história sobre o ciclo do café, a ascensão e declínio, a importância do café na economia brasileira antes da revolução de 1930, etc etc etc. será que isso pode ser explicado pela Teoria Austríaca dos Ciclos Econômicos?.

Tendo em vista o alto nível de intervenção estatal naquele momento, e que pessoas reagem a incentivos, e que provavelmente o governo dava um incentivo muito forte para que os proprietários de terra optassem pela cafeicultura, causando assim distorções no mercado - a teoria austríaca dos ciclos econômicos poderia sozinha explicar o Boom&Bust sem que a primeira guerra mundial e posteriormente a grande depressão ficassem como 100% culpadas

De qualquer forma, estarei tentando uma pesquisa mais aprofundada sobre o assunto em livros sobre a história econômica do Brasil, tentei procurar por artigos mas acabei pesquisando por "Política do Café com Leite" em vez de "Ciclo do Café".